Infância e Educação

Você conhece o ditado “é preciso uma aldeia inteira para educar uma criança”? Pelo menos no campo de Tri-Kazel, é mais ou menos assim. Embora talvez fosse mais correto dizer que “é preciso damathairs e a ajuda de toda a aldeia para educar uma criança”. As crianças são divididas em três categorias etárias amplas chamadas “círculos”, com idades 1-5, 6-10 e 11-15. Cada faixa etária é mantida sob cuidados enquanto os adultos trabalham, e são instruídas nas habilidades necessárias para a vida adulta, principalmente pelos damathairs mas também pelos demorthen e outros. Os grupos não são segregados por género e grande parte da instrução é sobre jogos de habilidade, força e inteligência, bem como o conhecimento de como usar ferramentas diferentes. Crianças do terceiro círculo também são ensinadas a usar armas, independentemente do sexo. Pessoas são considerados adultos na idade de dezesseis anos, quando então eles geralmente precisam servir em uma milícia, podem se casar e sagrar-se aprendizes de diferentes artesãos ou, especialmente nas cidades, guildas. O serviço milícia não é uma mera formalidade, muitos deles têm de enfrentar perigo real durante o seu serviço e nem todos eles sobrevivem. Morrer durante este período é especialmente comum para aqueles que são selecionados aleatoriamente para o serviço em postos avançados lugares inóspitos de particular importância e perigo.

A maioria dos jovens adultos são livres para escolher com quem se casar. As exceções são mais comum entre as casas ricas e nas cidades. A Cultura Tri-Kazelian também é surpreendentemente igualitária. Enquanto alguns planos de carreira são mais normais do que outros, indivíduos talentosos de ambos os sexos em última instância pode exercer qualquer profissão que puder provar o seu valor. Na verdade, enquanto o título “damathair” significa “segunda mãe”, existem alguns homens que ocupam a profissão , assim como existem mulheres soldados, demorthen e acadêmicos, por exemplo. A razão para isso é, em última análise, simples: em um mundo onde a sobrevivência é uma luta, não há motivo para descartar talento por causa de preconceito. Por outro lado, isso significa que os segredos de controle de natalidade são mantidos por apenas damathairs e possivelmente demorthen, e muito raramente administrados em mulheres que deram luz a menos de quatro filhos. Ter filhos é muito necessário para a sobrevivência. Além disso, ainda é o costume em alguns lugares a abandonar bebês deformados ou incapazesna floresta para economizar os recursos das comunidades.

Infância e Educação

Shadows of Esteren almeidafreak almeidafreak